ACORDO MPEs

COOPERAÇÃO TÉCNICA ENTRE CFA E SEC. DE MPES DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA (2014)

Cooperação Técnica entre CFA e a Secretaria de Micro e Pequena Empresa, da Presidência da República, iniciado em 2014 e ainda em funcionamento. Visa realizar ações destinadas à promoção e desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas (MPEs). Estabelece acesso a informações e ferramentas de gestão e, também, capacita empresários e empregados de MPEs.

2011

Segundo relatório do Sebrae/ FGV, as Micro e Pequenas Empresas representavam 27% do PIB em 2011. No mesmo ano, o governo federal chamou o Conselho para integrar o Fórum Permanente.

2014

-Em julho de 2014, houve um aumento da participação das MPEs no PIB para 53,4%. Já no setor de Serviços, mais de um terço da produção nacional (36,3%) têm origem nos pequenos negócios. 

-Surge o Programa de Capacitação e Formação de Multiplicadores em MPEs. O objetivo é oferecer cursos com conteúdos específicos voltados para Micro e Pequenas Empresas, ajudando na manutenção de negócios já existentes e formação de outros novos. 

-CFA fecha contrato com a Univale para oferecer curso de Capacitação.

2015

-Univale desenvolve o curso de Capacitação.

2016

-O CFA faz um trabalho de análise crítica do programa, com reformulação e aprimoramento. Os CRAs de RJ, AL, MA, PI e PA recebem o Programa de Capacitação e Formação de Multiplicadores em MPEs. São 252 pessoas inscritas.

2017

-CFA encerra contrato com a Univale e firma contrato com a Fundação Instituto de Administração (FIA), da Universidade de São Paulo (USP), para fazer novos cursos de capacitação. São oferecidas formações diferenciadas, singulares, e com especificidades voltadas ao tipo de negócio. 

-O programa do CFA com a FIA tem material voltado para MPEs, com uma linguagem voltada aos pequenos negócios.

-Os CRAs DF, GO, MS, MT e SE recebem o Programa de Capacitação e Formação de Multiplicadores em MPEs.

-Administradores registrados nos CRAs do DF, GO, MT. MS e SE recebem o curso do Programa de Capacitação de Administradores para atuarem nas Micro e Pequenas Empresas (MPEs). São 318 pessoas inscritas.

2018

-Ainda em 2018, o prazo de validade do acordo com o Governo Federal vence, mas é estabelecido um compromisso de trabalho técnico, com o CFA. 

-O projeto é considerado pelo governo como fundamental para o desenvolvimento do país. O resultado é o repasse de recursos específicos para MPEs a fim de melhorar o projeto. Desde seu primeiro ano de funcionamento, o programa é realizado com recursos próprios do Sistema CFA/CRAs.

-Os CRAs BA, CE, RR, SC, SP recebem o Programa de Capacitação e Formação de Multiplicadores em MPEs. São 342 pessoas inscritas.

-O programa do CFA com a FIA tem material voltado para MPEs, com uma linguagem voltada aos pequenos negócios.

-Os CRAs DF, GO, MS, MT e SE recebem o Programa de Capacitação e Formação de Multiplicadores em MPEs.

-Administradores registrados nos CRAs do DF, GO, MT. MS e SE recebem o curso do Programa de Capacitação de Administradores para atuarem nas Micro e Pequenas Empresas (MPEs). São 318 pessoas inscritas.

2019

Ano de renovação do contrato com a FIA.

-Pesquisa ‘Perfil do Administrador’ indica perfis dos profissionais, e CFA readequa cursos conforme características indicadas no estudo.

-Os CRAs AM, AC, AP, RN, ES e RS são sorteados para receber o Programa de Capacitação e de Formação de Multiplicadores de Conhecimentos em Micro e Pequenas Empresas (MPEs).

 

Resultados alcançados:

-Desenvolvimento, avaliação e monitoramento de Programa de Capacitação e Formação de Multiplicadores de Conhecimento, em Micro e Pequenas Empresas (MPEs). É destinado a Administradores registrados nos Conselhos Regionais de Administradores (CRAs).

-Promoção de conhecimento, aos microempreendedores, sobre gestão de pequenos negócios.

-Criação de rede de cooperação e troca de conhecimento entre os administradores, lideranças e instituições de apoio e fomento às micro e pequenas empresas.

-Promoção e divulgação digital, por meio de portal institucional, de instrumentos de gestão oferecidos pelas instituições de ensino vinculadas ao Ministério de Educação e por outras lideranças, tais como cursos, ferramentas ou materiais didáticos.

-Estímulo à realização de projetos de pesquisas colaborativos de âmbito nacional, tendo como foco Micro e Pequenas Empresas (MPEs).